sexta-feira, 2 de março de 2018

7 hackroms que ficaram mais conhecidos que os jogos originais


Hack Rom, como todo amante de video game sabe, é a alteração dos códigos das ROMs originais de jogos, ou já alteradas, com o intuito de modificar o jogo fazendo traduções ou até mesmo corrigir problemas mas não se limitando a isso. Esta alteração também permite a criação de novos jogos editando e criando fases.

Muitos dos jogos que nos divertiram no passado, algumas vezes eram assim, foram alterados e nem tínhamos idéia disso. E neste artigo a gente vai ver isso: Jogos que foram alterados e suas hackroms se tornaram mais famosas que o próprio jogo original.

No final do post tem um vídeo complementando o artigo. Não deixe de ver o vídeo onde você pode ver as gameplays dos jogos aqui falados.

rom hacks mais famosas que o jogo original

Lembrando que este conteúdo faz parte da iniciativa Coop do grupo Hadouken de fogo do Facebook. Então se você, cria vídeos para o YouTube ou até escreve artigos para blogs, junte-se ao grupo Hadouken de Fogo e comece a participar da brincadeira também. Se você  não produz mas gosta de games participe do grupo para ficar antenado no assunto.

7. Campeonato Brasileiro SNES

futebolbrasikeiro96 copySim meus webespectadores, muitos jogadores da época de ouro do Super Nintendo não sabia que este era uma hack do International Super Star Soccer e conheceu a hack muito antes de conhecer o jogo original. Eu fui um deles. Na época que joguei pela primeira vez o Campeonato Brasileiro do Super Nintendo eu nem mesmo sabia que era o super nintendo que rodava o jogo. Pois eu conheci em um daqueles fliperamas que ao invés das placas tinha um videogame dentro, e você pagava pelo tempo que jogava. E isso também aconteceu com versões posteriores do game, Surgindo hacks como Futebol Brasileiro 96, e Ronaldinho Campeonato Brasileiro 98

6. Street Fighter II - Arcade

Street_Fighter_II_logoMeus primeiros contatos com jogos eletrônicos foi em bares através das máquinas de fliperama e um dos primeiros jogos de luta foi Street Fighter II, mas também não foi o jogo original que conheci primeiro. Pra mim esta versão maluca aí de Street Fighter II é que sempre foi o jogo original. Tanto que até quando joguei o jogo original onde o Ken soltava apenas um hadouken e ele ia reto pela tela achei bem estranho. Tenho quase certeza que quem conheceu Street Fighter II primeiro nos fliperamas, esta foi a versão que viu primeiro.

Nesta hack não tinha regras, você poderia mudar de jogador no meio da luta, o Blanka soltava o Sonic Boom, o Zangief soltava o Yoga Flame, todos os jogadores poderiam se teletransportar de um lado para o outro e poderia até ficar escondido no meio da tela

5. Contra III

probtectorO que falar da série Contra? Podemos dizer que é um dos clássicos mais famoso dos arcades e consoles caseiros ao redor do mundo. Contudo, o terceiro título da franquia, teve que ter seu nome e seus sprites trocados no território europeu. Já vamos explicar porque.

Probotector, foi como o jogo ficou conhecido por lá. Os personagens foram trocados pelos robôs RG011 e RD008. Além do mais, algumas cenas do jogo, a intro e o final tiveram que ser redesenhados.

Neste caso, a alteração do jogo teve que ser feitas, por causa das leis no território Europeu, e como cada país tinha uma restrição era impossível o jogo das as caras por lá. Alguns países por exemplo não permitia o jogo, pois tinha humanos atirando em outros, algo bem normal para nós brasileiros na época.

Embora Contra III, não tivesse nenhum inimigo humano, o jogo acabou renomeado e alterado para que problemas legais fossem evitados.

4. Turma da Mônica

monica-wonderboy-jogoveioSe você já controlou uma das personagens mais conhecidas de Maurício de Souza no Master System, já deve ter ciência que o jogo é uma hack porém lançada de forma oficial pela TecToy. Mônica e sua turma esteve presente em dois jogos do Master System: Mônica no Castelo do Dragão, cujo jogo original é Wonder Boy in Monster Land e  Turma da Mônica em O Resgate cujo jogo original é Wonder Boy III: The Dragon’s Trap. Mônica também deu as caras no Mega Drive no jogo Mônica na Terra dos Monstros, uma hack rom do jogo Wonder Boy in Monster World. Para dar criação às hacks os cenários e inimigos permaneceram os mesmos, apenas os sprites dos personagens é que foram trocados.

3. Super Mario Bros. 2

Os americanos foram enganados com o Jogo Super Mario Bros 2 do Nes que na verdade nunca foi Super Mario Bros. 2 e sim uma hack. Na verdade o jogo original chama-se Yume Kōjō: Doki Doki Panic. O Super Mario Bros. 2 original não foi lançado na época, vamos deixar claro, nos Estados Unidos devido a dificuldade a BattleToads que não seria bem recebido pelos americanos. Exageros à parte, confira aí, a hack e o jogo original. Observe nesta comparação, feita pelo canal VCDECIDE, que o cenário é o mesmo, apenas os sprites dos jogadores é que foram trocados. No ocidente a hack ficou mais famosa que o jogo original.

Lembrando ainda que mais tarde, o Super Mario Bros. 2 do país do sol nascente foi lançado nos EUA. Porém o nome foi escolhido como Super Mario Bros. USA. E o Super Mario Bros. 2 japonês, veio pra cá como Super Mario Bros. The Lost Levels, fazendo parte da coletânea Super Mario All-Stars, do Super Nintendo.

2. Sapo Xulé vs Os Invasores do Brejo

SMSCapaSapoXulevsOsInvasoresdoBrejoSó pelo nome do jogo, já é fácil identificar que trata-se de uma hack. No game original, cujo nome é Psycho Fox lançado para o Master System, você explora o mundo com uma raposa. Sua principal característica é se transformar em outros animais como um tigre, macaco e hipopótamo. Nos animais que ela se transforma, cada um deles tem uma habilidade diferente. A qualidade principal do tigre é a agilidade, a do macaco é o salto, e a do hipopótamo é a força.sapo-xule2-jogoveiosapo-xule-jogoveio

Na hack a raposa foi trocada, pelo sapo, como sugere o nome.

1. Decap Attack

É uma hack do jogo Magical Hat lançado para o Mega Drive no japão. E aqui temos mais um caso onde a hack ficou mais famosa que o jogo original no ocidente. O jogo original foi lançado no japão. Nele, o protagonista é um jovem de turbante que precisa salvar o mundo de um demônio chamado Jiark. Como foi baseado em um anime japonês, que aliás tinha o mesmo nome do jogo, teve que ser readaptado para o Ocidente visto que o anime não era conhecido por aqui como era no japão. Porém aqui foi feito um trabalho muito bem feito. Foram redesenhados todos os cenários e inimigos do game. A impressão que temos é que estamos diante de um outro jogo.decap-attack2-jogoveiodecap-attack3-jogoveiodecap-attack4-jogoveiodecap-attack5-jogoveiodecap-attack6-jogoveiodecap-attack7-jogoveiodecap-attack8-jogoveio

Como prometido no início da postagem, segue logo abaixo o vídeo complementar ao post:

Fonte: Jogo Veio

É isso aí galera este foi mais um post do portal velhos cartuchos. Espero sinceramente que tenham gostado. Eu sou Joninha e recentemente eu assisti: PRECISO VOLTAR PARA O COMA

Share

& Comment

0 comentários:

Postar um comentário

 

Copyright © 2015 VelhosCartuchos™ is a registered trademark.

Designed by Templateism | Templatelib. Hosted on Blogger Platform.